Home Brasil O que fazer em Recife: dicas e atrações

O que fazer em Recife: dicas e atrações

por Andressa Silva
Pôr do sol visto de Olinda

Conhecida como a terra do frevo e maracatu, Recife é a terceira maior capital do Nordeste, com população de pouco mais de 1,5 milhão de habitantes. Pelo seu tamanho, já dá para ver que achar o que fazer em Recife não será tarefa difícil e foi por isso que reunimos as principais atrações da cidade.

É verdade que muita gente vai para a capital pernambucana sem muito tempo porque fica em Porto de Galinhas, mas acabam fazendo pelo menos um tour de um dia por Recife e Olinda juntos, afinal estamos falando da capital do estado.

Um pouco da história do Recife

Resumindo um pouco da história da cidade, as páginas dos livros que falam sobre Recife são recheadas de fatores marcantes. A começar com a passagem dos Portugueses e suas capitanias hereditárias.

A princípio, a cidade foi fundada em 1537 quando era apenas uma pequena colônia de pescadores e o principal porto da capital, Olinda. Logo depois viveu sob domínio holandês, mas voltou a ser de Portugal depois da libertação do país.

Recife passou a ser vila independente, em seguida com o crescimento da população passou a ser cidade e finalmente em 1827 levou o título de capital.

Durante esse período, a cidade serviu de palco para várias batalhas e guerras, como a famosa Revolução de 1817 e a Revolução Praieira de 1824 que trouxe o desenvolvimento da cidade. Já no século 20, Recife passou a ter um grande desenvolvimento e consequentemente, sua população cresceu quase 50% entre os anos 20 e 40 chegando a ser uma das principais cidades do país.

Leia também: Seguro viagem nacional – Porque você deve fazer

Como chegar em Recife

O que fazer em Recife
Marco Zero do Recife

Em Recife, bem pertinho da praia de Boa viagem, fica o Aeroporto internacional dos Guararapes-Gilberto Freyre (REC) que recebe voos internacionais e nacionais diariamente. Ao chegar no aeroporto você pode alugar um carro para ter mais liberdade dentro da cidade ou pode reservar um transfer para o seu hotel. 

Também é possível chegar em Recife de ônibus vindos de diversas partes do país. Contudo, a rodoviária fica bem afastada do centro e da praia de Boa viagem. Mas não se preocupe, para ver todos os detalhes, recomendo a leitura do post sobre como chegar em Recife.

Onde ficar em Recife

As áreas de hospedagem em Recife ficam resumidas ao centro e entre os bairros do Pina até Boa Viagem. Ainda assim, ficar em Olinda é uma terceira alternativa, já que o centro histórico é uma graça e a visita é obrigatória.

Em Boa Viagem, o Cosmopolitan Hostel oferece camas em dormitórios compartilhados e um clima jovem e descolado. Por outro lado tem os hotéis, que são maioria na região, oferecendo mais conforto e é por isso que a recomendação fica para o Park Hotel por ter ótimo custo-benefício e o Ramada by Wyndham Boa Viagem, uma opção mais luxuosa.

Quem quiser ficar no centro do Recife, a Pousada Lorde Inglês fica num casarão histórico muito bem localizado. Bem como, para ficar em Olinda, recomendamos o Hotel 7 Colinas porque é um dos melhores da região.

Dicas do que fazer em Recife

Pernambucana orgulhosa que sou, nesse post contarei tudo o que fazer em Recife para você fazer a melhor viagem possível. Definitivamente não há nada melhor do que ter dicas e informações de uma pessoa nativa, né mesmo?! Por isso, aqui você vai encontrar um pouco de cada local a ser visitado de acordo, assim poderá organizar um roteiro para seus dias na cidade.

Seguindo os pontos turísticos você vai ter um roteiro pronto com o que fazer em Recife em 1 dia ou mais.

Marco Zero e Parque das Esculturas Francisco Brennand

A praça do Marco Zero que na verdade se chama Praça Barão do Rio Branco, é onde está o busto do José Maria da Silva Paranhos Júnior, o Barão de Rio Branco. Ele teve o seu busto colocado na praça como homenagem por ter sido uma figura muito importante para a história do Brasil.

Na praça está o marco zero da cidade, ou seja, o quilômetro zero da cidade, que é marcado por uma placa de bronze no centro da praça.

Do outro lado do rio está o Parque das Esculturas Francisco Brennand que dá para chegar em um dos  barquinhos que você vai ver quando estiver no Marco Zero. O parque das esculturas foi construído em um recife natural e abriga 90 esculturas da exposição ”natureza e sexualidade” do artista plástico pernambucano Francisco Brennand. A maior e mais importante obra é a Coluna de Cristal com 32 metros de altura.

  • Abre diariamente das 07h às 19h;
  • Entrada gratuita no parque mas o barco custa R$5,00.

Centro de Artesanato de Pernambuco e Caixa Cultural Recife

O que fazer em Recife: Prédios históricos
Marco Zero do Recife

O Centro de Artesanato de Pernambuco está localizado em um dos lados da praça do Marco Zero do Recife. Mesmo que você não compre nada, vale visitar, porque ali foi um dos armazéns do porto da cidade, sem falar que atualmente ele é o maior centro de artesanato do estado com peças de mais de 350 artesãos pernambucanos.

De frente está o prédio Caixa Cultural Recife, onde funcionou a bolsa de valores de Pernambuco e da Paraíba, mas hoje em dia apresenta as principais exposições da cidade em duas galerias.

  • Ambos abrem diariamente das 10h às 20h;
  • Entrada gratuita.

Museu Cais do Sertão

Em uma curta caminhada a partir do Marco Zero, está o Museu Cais do Sertão em um dos antigos armazéns da cidade. Em síntese, o local mostra a vida e história do sertão pernambucano, dividido por territórios do qual cada um expõe algo de forma diferenciada e divertida, com uso de tecnologia, modernidade e interação.

  • Abre de terça a sexta das 09h às 17h e aos sábados e domingos das 13h às 17h;
  • Entrada R$10 inteira e R$5 meia. Gratuito às terças.

Torre Malakoff e Praça do Arsenal

A Torre foi construída com o intuito de ser o observatório astronômico da cidade e servia como portão para a praça do arsenal da marinha. Atualmente a torre é um espaço de cultura e exposições com oito salas. A torre está de frente para a Praça do Arsenal, então aproveite e dê uma passada no Museu a Céu Aberto para ver a escavação de um baluarte que fazia parte da muralha de proteção da cidade e completar a sua lista com o que fazer em Recife.

  • Abre de terça a sexta das 10h às 17h, sábado das 15h às 18h e domingo das 16h às 19h30;
  • Entrada gratuita

Paço do Frevo

Maestro Forró no Paço do Frevo
Maestro Forró no Paço do Frevo

Museu interativo que conta a história do frevo e de seus compositores como Capiba, que foi o maior compositor de frevo de Pernambuco. Lá é possível presenciar algumas oficinas e ensaios de música e se tiver sorte como nós, ainda poderá presenciar um ensaio do Maestro Forró e seus músicos.

  • Abre de terça a sexta das 09h às 17h, sábado e domingo das 14h às 18h;
  • Entrada R$10 inteira e R$5 meia. Gratuito às terças e no primeiro domingo de cada mês.

Em seguida, vá para a Rua do Bom Jesus que já foi a rua principal da cidade na época dos holandeses. A visitação é obrigatória, pois além dos pequenos prédios coloridos, lá estão alguns atrativos interessantes. Aos domingos no final da tarde acontece a feira mais tradicional da cidade com mais de 200 barracas de comidas típicas, presentes e artesanato local.

Centro Cultural Judaico (Sinagoga Kahal Zur Israel)

Foi a primeira sinagoga das Américas, tendo seu início na época da inquisição, quando muitos judeus iam da Europa para o Nordeste do Brasil. O prédio original foi reconstruído e lá dentro dá ver algumas escavações, partes originais da construção e outros achados arqueológicos.

  • Abre de terça a sexta das 09h às 16h30, sábado e domingo das 14h às 17h30;
  • Entrada R$10 inteira e R$5 meia.

Embaixada de Pernambuco – Bonecos Gigantes de Olinda

É uma espécie de museu de bonecos que mostra desde Lampião e Maria Bonita, a Chacrinha e uma réplica do Zeppelin. Contudo, o grande atrativo do local é a exposição de bonecos gigantes usados no carnaval de Recife e Olinda. Se tiver sorte, pode ver uma apresentação de frevo e quem sabe fazer uns passinhos.

  • Abre de segunda a sexta das 08h às 17h, sábado e domingo das 08h às 16h;
  • Entrada R$15. Crianças com até 12 anos acompanhadas dos pais não pagam.

Igreja Madre de Deus e Paço Alfândega

Uma das mais antigas do Recife, a Igreja Madre de Deus foi construída em 1680 junto com o convento ao seu lado. Ela é uma das muitas igrejas do centro da cidade com estilo barroco que passou por muita história, inclusive um incêndio que destruiu parte do altar-mor. Atualmente ela é aberta a atividades religiosas e caros casamentos dos cidadãos recifenses.

Na avenida Cais da Alfândega, que beira o rio Capibaribe, é possível tirar uma foto com o letreiro de Pernambuco e levar uma lembrança do estado. Ele está bem de frente ao Shopping Paço Alfândega e não pode ficar de fora da sua lista com o que fazer em Recife. Isso porque o local foi o convento dos Padres da Ordem de São Felipe, depois a Alfândega de Pernambuco e atualmente é o shopping, onde dá ter a melhor vista do pôr do sol a partir da varanda em seu terraço.

  • A igreja Madre Deus abre para visitação nas terças e quintas das 08h às 16h, quartas e sextas das 08h às 17h e domingo das 08h às 12h;
  • O Paço Alfândega abre de segunda a sábado das 09h às 21h e domingos e feriados das 11h às 20h;
  • Entrada gratuita em ambos os locais.

Na saída do Paço Alfandega, conheça a Rua da Moeda que é agitada com bares e música ao vivo de pop e jazz. Definitivamente vale a pena passar lá para tomar um drink, petiscar e curtir um pouco da noite local e ainda ver o Monumento a Chico Science em uma das esquinas da rua.

Casa da Cultura

Casa da Cultura do Recife
Casa da Cultura

Antiga casa de detenção do Recife em formato de cruz que virou um centro de artesanato onde o que foi uma cela, hoje é uma loja. O local ainda tem toda estrutura original, mas algumas reformas foram feitas para garantir o conforto dos visitantes. Vale muito a pena, mesmo se não quiser fazer compras, pois o local é cheio de história e tem celas mantidas no seu formato original.

  • Abre de segunda a sexta das 09h às 19h, sábado das 09h às 18h e domingo das 09h às 14h;
  • Entrada gratuita.

Aproveite e conheça a Ponte Velha bem ao lado da Casa da Cultura. Ela foi construída originalmente em madeira, e foi a primeira ponte a ligar o bairro da Boa Vista ao bairro de São José. Depois de reformada, a decoração e suas características originais foram preservadas.

Basílica e Convento de Nossa Senhora do Carmo

Essa igreja foi construída em 1687 junto ao Palácio da Boa Vista de Maurício de Nassau e ao Convento da Nossa senhora do Carmo, que fazia parte do governo holandês na época. Em síntese, o local tem traços barrocos e góticos e ainda conta com a imagem original da Nossa Senhora do Carmo que foi colocada lá há séculos atrás.

  • Aberto segunda das 6h30 às 17h00, terça a sexta das 6h30 às 19h00, sábado das 6h30 às 12h00 e domingo das 8h00 às 12h00 e das 17h00 às 20h00.
  • Entrada gratuita.

Igreja de São Pedro dos Clérigos

Além de sua importância histórica, a igreja de São Pedro foi um centro musical onde famosos artistas da música clássica passaram por lá. Ainda é possível ver peças da sua primeira construção, mesmo passando por diversas reformas. As suas colunas simétricas chamam a atenção por não ser um tipo de construção popular entre as igrejas do Recife.

  • Aberto de segunda a sexta das 8h00 às 12h00 e das 14h00 às 17h00;
  • Entrada gratuita.

O Pátio de São Pedro é a área de frente à Igreja que leva o mesmo nome, que por sua vez tem um grande conjunto de casas coloridas que fazem um belo cenário para ser observado a partir de um dos bares ou restaurantes da praça. O local é palco de muitas festas e apresentações culturais da cidade, inclusive a festa chamada ‘Terça Negra” que acontece todo mês.

O Memorial Luiz Gonzaga e o Memorial Chico Science ficam no Pátio de São Pedro, um bem próximo do outro. Ambos contam sobre a vida desses dois grandes personagens da música nordestina.

  • A igreja está aberta de segunda a sexta das 8h às 12h e das 14h às 17h;
  • Os memoriais abrem de segunda à sexta das 09h às 17h;
  • Entrada gratuita para todos.

Capela Dourada

A Capela dos Noviços da Ordem Terceira de São Francisco de Assis leva o nome de Capela Dourada por causa da quantidade de ouro usada em sua decoração, que está em todas as paredes. Construída em 1969, ela foi a primeira igreja o Brasil e ser toda feita com decoração barroca. É sem sem sombra de dúvidas é a igreja mais bonita do Recife, se não do país.

A igreja está dentro de um complexo de edifícios do Convento e Igreja de Santo Antônio, que inclui a Igreja da Ordem Terceira de São Francisco e o Museu Franciscano de Arte Sacra, que também podem ser visitados.

  • Abre de segunda a sexta das 08h às 11h30 e das 14h às 17h. Sábado das 08h às 11h30;
  • Entrada gratuita.

Teatro Santa Isabel

O teatro chama atenção por sua arquitetura neoclássica que faz com que ele seja um dos mais bonitos do país. Por lá acontecem diversas apresentações teatrais que podem ser uma atividade a mais para você fazer em Recife. Contudo, se só quiser ver a área interna, dá para fazer uma visita guiada.

O local tem toda a estrutura original, mas houveram reformas para trazer modernidade e tecnologia nas apresentações atuais.

  • Abre em horários diversos devido aos espetáculos no local, mas para visita está aberto apenas nos domingos às 14h, 15h e 16h;
  • Entrada gratuita com a visita guiada.

Ao visitar o Teatro Santa Isabel não deixe de ver a Praça da República, que fica bem em frente e o Palácio do Campo das Princesas, onde está o governo do estado.

Rua do Sol e Rua da Aurora

Vá até a Rua do Sol que recebe esse nome por conta da incidência do sol que acontece por lá todas as manhãs. Já a Rua da Aurora leva esse nome por conta do pôr do sol. Em outras palavras, essas são duas das principais ruas do Recife porque está na beira do rio Capibaribe e faz parte de poesias e músicas compostas por artistas pernambucanos.

Se quiser caminhar mais, atravesse pela Ponte Princesa Isabel para ver a Estátua de João Cabral de Melo Neto, e a Estátua de Ariano Suassuna que fica de frente ao Teatro Arraial Ariano Suassuna. Seguindo mais alguns metros você vai ver o Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães (Mamam).

À direita da ponte está a estátua de Manuel Bandeira de frente para a Assembleia Legislativa de Pernambuco. Logo ao lado está o Museu de História Natural Louis Jacques Brunet. Um pouco mais à frente está o Monumento Tortura Nunca Mais, que foi o primeiro no Brasil construído em homenagem aos mortos e desaparecidos na ditadura militar.

  • Teatro Arraial Ariano Suassuna abre de terça a domingo nos horários dos espetáculos e eventos.
  • Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães (Mamam) abre de terça a sexta das 12h às 18h e sábados e domingos das 13h às 17h.
  • Museu de História Natural Louis Jacques Brunet abre de segunda a sexta das 08h às 16h.
  • Entrada gratuita em todos.

Museu da cidade do Recife

O museu fica no Forte das Cinco Pontas, antiga fortificação que protegia a cidade, ou seja indo lá você vai fazer um passeio ”dois em um”. Ao mesmo tempo que vai estar no forte, ainda vai ver as exposições que contam sobre a cidade desde a sua fundação.

  • Abre de terça a sábado das 09h às 17h e aos domingos das 09h às 16h;
  • Entrada gratuita.

Passeio de Catamarã

Para ver a cidade por outro ângulo, definitivamente o passeio de Catamarã é mais que indicado porque é possível conhecer a história das pontes, bem como do rio e da cidade em geral. Além disso, há passeios especiais contando as lendas do Recife mal assombrado.

  • Os passeios acontecem de segunda a sexta às 11h, 16h e 20h. Sábado às 11h, 14h30, 16h, 17h30 e 20h. Domingo às 11h, 14h30, 16h e 17h30;
  • Custam a partir de R$60 para adultos e crianças com mais de 5 anos pagam R$30 .

Oficina de Cerâmica Francisco Brennand e Instituto Ricardo Brennand

Parque das Esculturas Francisco Brennand
Parque das Esculturas Francisco Brennand no Recife Antigo

Considerado o maior ceramista do Brasil, Francisco Brennand reativou a fábrica de cerâmica da família e hoje apresenta suas obras inusitadas em um museu, bem como suas esculturas a céu aberto, pinturas e mais.

O espaço do Parque das Esculturas no Recife Antigo, é uma pequena amostra do que você vai encontrar na oficina. Definitivamente, o local é completamente diferente de tudo que você visitar na vida.

  • Abre de segunda a quinta das 08h às 17h, sexta das 08h às 16h e sábado e domingo das 10h às 16h;
  • Entrada R$15.

Na mesma região da oficina está o Instituto Ricardo Brennand. Lá você vai encontrar um castelo com coleções de arte, museu de armas, biblioteca e esculturas, ou seja,  muita coisa interessante. Chego até a falar que lá nem parece Recife, pois é muito similar a locais que vemos pela Europa.

  • Abre de terça a domingo das 13h às 17h;
  • Entrada R$30 de terça a sexta e R$32 sábado e domingo, mas pessoas com deficiência, estudantes, professores e idosos acima de 60 anos pagam meia entrada.

Praia de boa viagem

Quem ficar na região de Boa viagem com certeza vai dar uma passada na praia, nem que seja para uma caminhada na orla. Apesar de Recife ser um destino histórico e a praia de Boa Viagem não ser a melhor praia do estado, tomar um sol é uma ótima opção.

Para o banho de mar existem as piscinas naturais que se formam na maré baixa, então fica seguro em relação aos tubarões. Ao mesmo, tempo aproveite um dos quiosques ou carrinhos que ficam por lá e dão toda assistência no quesito bebida e comida.

Todos os dias ao final da tarde, acontece a feirinha na praça da Igreja da Boa Viagem, onde você vai encontrar barracas que vendem artesanato, peças de renda, crochê e suvenir, bem como é possível experimentar algumas comidas locais nas barracas. Aproveite a noite em um dos melhores bares de Boa viagem que indicamos aqui no blog.

Aproveite o seu dia em Boa viagem para provar a mais autêntica culinária Pernambucana que varia entre comidas feitas de peixes e frutos do mar, assim como comidas do estilo nordestino com carnes. Visitando alguns dos restaurantes de Recife que ficam nessa região, você vai ter uma ótima experiência.

  • Abre de segunda a sexta das 14h às 22h e sábado e domingo das 10h às 22h;
  • Entrada gratuita.

Cachaçaria Carvalheira

No bairro ao lado de Boa Viagem está a fábrica da Cachaça Carvalheira. Você tem que fazer o passeio pelo local e então conhecer a história e todo o processo de fabricação porque além disso, ainda dá pra fazer degustação, ter aula de caipirinha e claro, comprar uma cachaça.

  • Abre de segunda a sexta das 09h às 18h, sábado das 09h às 17h e domingo das 13h às 17h;
  • Entrada R$10.

Roteiro no Recife

Praia de Boa Viagem
Praia de Boa Viagem

Seguindo a ordem dos locais que coloquei acima, você já vai ter um roteiro no Recife passando pelas principais atrações, conhecendo a fundo a história e cultura da capital pernambucana. Contudo, coloco abaixo uma descrição básica do que fazer em Recife separando em dias.

Dia 1: No primeiro dia conheça o Recife Antigo a partir da praça Marco Zero em um passeio a pé pela história da cidade velha, já que Recife é um destino histórico. Nesse mesmo dia você pode fazer o passeio de catamarã e ver a cidade por outro ângulo.

Dia 2: No segundo dia do seu roteiro no Recife, conheça a ilha de Santo Antônio e sua história, iniciando seu dia na Ponte Velha, faça compras de artesanato e veja as igrejas mais bonitas da cidade. Termine no Museu da cidade e se ainda não fez o passeio de catamarã, essa é a hora.

Dia 3: Aproveite seu terceiro dia de roteiro no Recife e fuja um pouco do básico explorando a cidade de forma diferenciada através dos olhos dos irmãos Brennand.

Dia 4: Aproveite seu quarto dia para ir a Praia de Boa Viagem comer e beber nos bares e restaurantes locais e quem sabe até visitar a cachaçaria.

O que fazer em Recife: Dias extras

Para quem tem mais dias na cidade e quer fazer um roteiro de viagem em Pernambuco, aqui ficam algumas dicas do que fazer próximo a capital pernambucana numa viagem de bate-volta.

Se você tem interesse em conhecer Fernando de Noronha, o arquipélago pertence a Pernambuco e o ponto de partida é em Recife. O blog Caminhos me Levem conheceu e contou pra vocês com todos os detalhes quanto custa uma viagem para Fernando de Noronha.

Uma tarde em Olinda

Se você tiver só um dia para ir até Olinda, vá primeiramente a Praça do Carmo subindo as ladeiras para posteriormente conhecer as igrejas e prédios históricos do local. Chegando no Alto da Sé, não deixe de pegar o elevador panorâmico para então ter toda Olinda e Recife do ponto mais alto.

Ainda é possível visitar a plataforma de observação da cidade que também tem vista incrível de Recife e boa parte de Olinda. Para concluir, digo que o melhor horário para ir até o Alto da Sé é no final do dia para ver o pôr do sol.

Praias do Litoral Sul

A principal e mais conhecida das praias pernambucanas é Porto de Galinhas, mas muita gente acha que faz parte de Recife, porém ela está a 60 km da capital pernambucana. Pensando nisso, quem quiser curtir mais praias, além de Boa viagem, pode ir para o litoral sul e conhecer também as praias de Cabo de Santo Agostinho, Ipojuca e Tamandaré.

Interior do Estado

Os seus dias em Recife podem ser aproveitados de formas diferentes e quem sabe você pode ir parar no interior do estado. Uma das cidades mais famosas é Caruaru, na região agreste que fica a menos 140 km da capital pernambucana.

Outra sugestão do estado é conhecer um dos lugares frios para viajar no Brasil, que ficam em Pernambuco. Garanhuns é uma das opções que fazem parte do circuito do frio, bem como Gravatá que fica a 85 km e você pode até colher morangos no inverno.

Quem quiser se aprofundar um pouco mais na cultura e no estado, pode viajar até Petrolina que fica no sertão do estado. A viagem passa por todo o estado num trajeto de mais de 700 km. A grande vantagem de ir pra lá é conhecer a cultura e a culinária regional diferenciada, sem falar que fica na divisa com a Bahia.

Quer saber mais sobre Recife? Assista nosso vídeo

Durante nossa última viagem a Pernambuco, gravamos muita coisa legal para nosso canal do Youtube. Assistindo a esses vídeos, você poderá ver mais sobre a cidade e suas principais atrações. Aproveite e se inscreva em nosso canal, pois postamos vídeo toda semana e você receberá uma notificação sempre que a gente postar um vídeo novo.

Os melhores passeios fazer em Recife

Agora que você já viu tudo o que fazer em Recife é hora de programar os passeios pelas praias pernambucanas ou reservando um bate-volta desde Porto de Galinhas. Nossa recomendação é que não deixe nada para última hora. E então?! Quais desses passeios você vai fazer? Me conta nos comentários.

Leia também

Inscreva-se
Notifique-me
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

32 Comentários
Mais novos
Mais velhos Mais votados
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Luci
Luci
1 mês atrás

Ola Andressa, gratidão pelas dicas.
Estarei em viagem ao recebi sozinha e penso em alugar um carro para fazer o turismo como vc indicou aqui e tb para ir a ilha de itamaraca, porto de galinhas, talvez Maragogi. Me indica? Acha que seguro por ser uma mulher sozinha e tb a qualidade das estradas?

Almir
Almir
1 mês atrás

Andressa, show as dicas e informações. Estarei visitando Recife em outubro, sendo a primeira vez suas dicas me serão importantíssimas. Uma dúvida, para este deslocamento é melhor alugar um carro ou posso fazer de Uber ou taxi?

Lucas Berti
Lucas Berti
1 mês atrás

Recife é a maior metrópole do Nordeste se levado em conta a população da mancha urbana, ou seja, os municípios em seu entorno. A Concentração Urbana do Recife possui mais de 4 milhões de habitantes de acordo com o IBGE. Olinda, Jaboatão e todos os municípios nos arredores da capital formam na prática uma única urbe.
Sobre os templos barrocos, vale citar a magnífica Igreja de Nossa Senhora da Conceição dos Militares, recém-restaurada e repleta de ouro 24 quilates.
No mais, parabéns pelas maravilhosas dicas!

Fernanda
Fernanda
5 meses atrás

Gostei muito das dicas e tô montando meu roteiro. Vou em junho e também gostaria de saber mais sobre as festas juninas locais, não encontro dicas da festividade. abraço

Fernanda
Fernanda
5 meses atrás
Responder para  Andressa Silva

Obrigada pelo retorno 🙂

Vera Lúcia Lima Oliveira
Vera Lúcia Lima Oliveira
8 meses atrás

Tomei muito banho de mar em Boa Viagem. Tempo bom. Saudades. Hj não dá mais pra fazer isso. Infelizmente, os tubarões estão se achando os donos do pedaço. Sou uma alagoana que gosta de Recife. Sempre que tenho oportunidade vou. Uma dica é visitar a livraria da Jaqueira, que fica ao lado do Paço da Alfândega.
A livraria é um lugar muito agradável e tem TB um restaurante muito bom.

Iran Bezerra
Iran Bezerra
7 meses atrás

…e eles sempre foram os donos do pedaço!

Eloah Cristina
3 anos atrás

Ahhh! Queria ter lido este texto a tempo. Fui para Recife no final do ano passado. Perdi várias dicas bacanas!!rs

Flávio Mendes
Admin
3 anos atrás
Responder para  Eloah Cristina

Oi Eloah, tudo bem?

Putz, sério? Que pena, mas mesmo assim você deve ter conseguido aproveitar bastante né?

Abraços

Mariana
Mariana
3 anos atrás

Adorei as dicas do que fazer em Recife! Esse roteiro está bem completo mesmo. Já anotei as dicas e quando for já estarei mais preparada para montar o roteiro. Obrigada!

Flávio Mendes
Admin
3 anos atrás
Responder para  Mariana

Oi Mariana, tudo bem?

Que bom que pudemos ajudar

Abraços

Tharsila Fernanda
Tharsila Fernanda
3 anos atrás

Que Maravilha! Esse seu post está super completo! Só passei por Recife de passagem. Preciso ir com calma pra conhecer!

Flávio Mendes
Admin
3 anos atrás
Responder para  Tharsila Fernanda

Oi Tharsila, tudo bem?

Sim, tem muita coisa pra fazer em Recife, com certeza merece mais dias

Abraços

Carla Mota
3 anos atrás

Tanta coisa boa para fazer em Recife! Que maravilha. Fiquei cheia de vontade de conhecer Recife, e especial Olinda.

Flávio Mendes
Admin
3 anos atrás
Responder para  Carla Mota

Oi Carla, tudo bem?

Vá, e tente ir no carnaval, o melhor do Brasil

Abraços

ROBERTA KELLY NOGUEIRA
3 anos atrás

Quanta dica boa!!! Adorei a variedade de atividades, acho que assim dá pra conhecer bem Recife. Sou louca pra conhecer o carnaval de lá! Bjo, qjo

Flávio Mendes
Admin
3 anos atrás
Responder para  ROBERTA KELLY NOGUEIRA

Oi Roberta, tudo bem??

Sim, tente ir no carnaval, Recife e Olinda ganham de qualquer outro lugar do Brasil

Abraços

Romisse Batista
3 anos atrás

Uau! Que fantástico!!! Nunca ouvi falar de tanta coisa legal nesses detalhes sobre Recife. Já me apaixonei💓💓💓💓

Flávio Mendes
Admin
3 anos atrás
Responder para  Romisse Batista

Oi Romisse, tudo bem?

Recife é mesmo demais

Abraços

Mariana Antunes
Mariana Antunes
3 anos atrás

Recife é um local bem especial, existem atrações além da conta! uau! Não conhecia nem metade delas. É um ótimo destino para visitar no Nordeste! Adorei as dicas!

Flávio Mendes
Admin
3 anos atrás
Responder para  Mariana Antunes

Oi Mariana, tudo bem?

Sim, com toda certeza, tem muita coisa boa pra fazer em Recife

Abraços

Vitor
3 anos atrás

Ja tomei um banho nesta praia chovendo muito! Que maravilha! Obrigada

Flávio Mendes
Admin
3 anos atrás
Responder para  Vitor

Que maravilha heim? Conseguiu encontrar algum tubarão? kkkk

Luciana Torezan
3 anos atrás

Andressa, adorei seu post e as dicas de roteiro. Nada melhor do que ter indicação de atrações de locais para sair dos roteiros tradicionais. Fui a Recife anos atrás mas só passeio uma noite, não conheci nada. Poderia me indicar uma melhor época para ir, em que o clima seja ideal mas a cidade não tão cheia? Obrigada por compartilhar, adoro seu blog.

Flávio Mendes
Admin
3 anos atrás
Responder para  Luciana Torezan

Oi Luciana, tudo bem?

Que legal, Recife enche o ano todo, mas entre maio e agosto chove mais e talvez seja a época com menos gente na cidade…

Abraços

Fabíola Moura
3 anos atrás

Esse roteiro tá super completo e bem tradicional, valorizando a parte histórica e cultural de Recife. Aprovadíssimo.

Flávio Mendes
Admin
3 anos atrás
Responder para  Fabíola Moura

Olá Fabiola, tudo bem

Que bom que gostou, ficamos felizes

Abraços

Nós utilizamos Cookies para melhorar sua navegação pelo blog. Ok, tudo bem O que é Cookie?

32
0
Vamos conversar? Deixe seu comentário!x