Home Ásia O que fazer em Bangkok, Tailândia: As +40 melhores atrações

O que fazer em Bangkok, Tailândia: As +40 melhores atrações

por Flávio Mendes
O-que-fazer-em-Bangkok-Tailandia

Nesse artigo contamos tudo o que fazer em Bangkok, além das dicas de passeios, onde se hospedar, quantos dias ficar e dicas de quem já morou lá.

É tão fácil falar dessa cidade que pra gente é muito especial e uma das mais fascinantes do mundo. Já moramos na capital tailandesa algumas vezes e vamos te contar tudo o que fazer em Bangkok em detalhes.

Portanto, esse roteiro é para você que nunca visitou a cidade ou que já visitou, mas pretende conhecer lugares diferentes que só quem morou lá pode indicar. Sendo assim, nosso roteiro em Bangkok vai desde o básico até o mais avançado.

Sabia que o Seguro Viagem é super importante na viagem para a Ásia?

O continente asiático é o responsável pelo maior número de viajantes com intoxicação alimentar e insolação. A gastronomia é muito diferente da nossa, feita com temperos fortes, a higiene não é tão levada a sério e o calor é excessivo. O nosso parceiro Seguros Promo é um comparador de seguro viagem que garante os melhores preços. Faça uma cotação e conheça excelentes seguros para a sua viagem, ganhando 15% de desconto usando o código VIAJELEVE15.

QUERO UM ORÇAMENTO

Bangkok foi a cidade mais visitada do mundo por vários anos consecutivos, por isso já dá para notar que ela não deve ficar de fora de um roteiro pela Tailândia. Como esse artigo é extenso, abaixo deixamos um menu onde você pode ir direto ao assunto desejado para ter todas as dicas de Bangkok.

Como chegar em Bangkok

Não existem voos diretos que conectam o Brasil à Tailândia, por isso será necessário pegar um voo com pelo menos 1 escala até Bangkok, a principal cidade de chegada na Tailândia. Mesmo assim, há quem venha de outras cidades ou países vizinhos e vamos explicar como chegar em Bangkok de diversas formas.

Avião: As principais companhias aéreas que fazem a conexão Brasil – Tailândia são a Emirates, Qatar e a Ethiopian Airlines. Agora, quem parte de outras cidades da Tailândia ou de países vizinhos, pode usar as companhias aéreas low cost como a Air Air Asia, Thai Airways, Bangkok Airways, Thai Lion e Nok Air, por exemplo.

As principais rotas partindo de Bangkok para outras cidades dentro da Tailândia são: Chiang Mai, Krabi e Phuket. Já as rotas para outras cidades fora da Tailândia são para Siem Reap (Camboja), Kuala Lumpur (Malásia), Luang Prabang (Laos) e Hanói (Vietnã).

Ônibus: Os ônibus são muito utilizados, até mesmo para transportes longos. Eles são espaçosos, confortáveis e em alguns trechos incluem um lanche ou jantar no valor da passagem. 

Sendo assim, recomendamos pesquisar e fazer suas reservas utilizando a 12Go, nossa parceira aqui no blog, e a melhor empresa para pesquisar e comprar passagens na Tailândia. É só imprimir o bilhete para levar ou mostrar no celular.

Trem: Dá para viajar por boa parte da Tailândia de trem. Eles são antigos e lentos, mas valem a experiência já que passam por paisagens incríveis. Você também consegue utilizar a 12Go para reservar seus bilhetes. 

A diferença é que você vai ter que pegar os bilhetes reservados no posto de coleta da 12Go. O escritório deles fica no prédio DOB, de frente para a Hualamphong Station, a estação de trem de Bangkok e o escritório funciona diariamente das 10h às 20h. 

Você também consegue comprar os bilhetes direto nas estações na hora que for pegar o trem, mas corre o risco de não conseguir uma cabine privativa no caso de trens noturnos, por exemplo.

Transfer: O transfer pode ser utilizado tanto para vir de outras cidades até Bangkok, mas também para sair dos aeroportos de Bangkok até seu hotel. Essa é a forma mais rápida e fácil de chegar até onde você deseja com todo conforto.

Em Bangkok você vai poder utilizar diversos meios de transporte, incluindo ônibus, trem, metrô, barco, táxi, moto e tuk-tuk. Sendo assim, criamos um artigo completo contando como se locomover em Bangkok em detalhes.

Hotéis em Bangkok: Os melhores para ficar hospedado

Shangri-la-Bangkok
Vista do Hotel Shangri-la de frente pra o rio

A quantidade de hotéis, pousadas e hostels em Bangkok são muitos. Portanto, saber onde ficar em Bangkok é essencial para trazer mais conforto na hora de conhecer a cidade. As melhores regiões para ficar em Bangkok são ao redor da Khao San Road, região agitada e com vida noturna intensa.

Já na região de Siam ficam bons hotéis rodeados dos melhores shoppings da cidade. Quem escolhe ficar em Sukhumvit vai ter a área mais moderna de Bangkok aos seus pés e ter a experiência da vida local. Sathorn, Silom e Bang Rak misturam o moderno e o antigo, com o rio Chao Phraya bem ao lado.

Sendo assim, abaixo damos algumas indicações dos melhores hotéis em Bangkok:

Rambuttri Village Plaza: Hotel bem famoso perto da Khao San Road, com ótimo custo benefício e onde já ficamos algumas vezes. Tem quartos confortáveis, ótimo café da manhã e conta com piscina na cobertura.

Ibis Style Bangkok Khao San: Boa opção de hotel da rede Ibis bem na Rambuttri, rua vizinha da Khao San. O café da manhã é caprichado, tem piscina ao ar livre e restaurante próprio.

Shangri-La Bangkok: Opção de luxo ao lado do rio Chao Phraya, com a melhor vista da capital tailandesa. Tem piscina, academia, spa e o café da manhã foi um dos melhores que já provamos na Tailândia. Veja como foi nossa hospedagem no Shangri-La Bangkok.

Novotel Bangkok on Siam Square: Este hotel fica perto dos melhores shoppings de Bangkok. Tem piscina, bar e dois restaurantes com culinária chinesa e tailandesa.

Veja todas as opções de hotéis em Bangkok.

Quanto tempo ficar em Bangkok

Desconfie quando te dizerem que é possível conhecer a cidade em 1 ou 2 dias. Nem se você desejar fazer o roteiro mais curto, conhecendo o mais básico, será suficiente. Ainda mais porque provavelmente você vai chegar em Bangkok saindo do Brasil, e com isso, o fuso já vai fazer você perder parte do primeiro dia.

Outro problema é o calor intenso que vai te deixar cansado muito mais rápido que o normal. Dessa forma, recomendamos ficar em Bangkok pelo menos 4 dias, já que dá para conhecer o básico com bastante calma. Se puder ficar mais é até melhor, mas também dá para dividir seus dias em Bangkok entre a chegada e saída do país. Em resumo, você pode ficar 4 dias na chegada e mais 2 dias na saída, por exemplo.

Quando ir a Bangkok

A Tailândia sofre com as monções asiáticas, chuvas torrenciais que causam inundações no sudeste asiático em determinado período do ano. Porém, na Tailândia, as monções ocorrem em dois períodos diferentes. 

Em Bangkok, o período das monções acontece entre de maio a outubro. Essa também é a baixa temporada da cidade, já que as chuvas podem atrapalhar o turismo, bem como o calor intenso que faz por lá. A pior época para conhecer, não só Bangkok mas todo o país, fica entre os meses de março e abril, quando as temperaturas passam facilmente dos 35 oC. 

A melhor época para viajar a Bangkok é de dezembro a fevereiro, o inverno na Tailândia e época seca, quando as temperaturas são mais amenas. Nessa época é possível viajar tranquilamente com temperaturas entre 22 oC e 28 oC, além de quase não chover.

O que fazer em Bangkok, Tailândia

Nossa lista de coisas para fazer em Bangkok é extensa, porém nesse artigo você tem tudo que precisa para fazer a melhor viagem pela cidade. São templos budistas, mercados, museus, vida noturna agitada, compras e alguns bate-voltas.

Grand Palace de Bangkok

Grand-Palace-de-Bangkok
Grand Palace de Bangkok

A construção do Grande Palácio Real de Bangkok, na Tailândia, começou em 1782, durante o reinado do Rei Rama I. Por esse e outros motivos, esse é o ponto turístico da Tailândia mais visitado anualmente.

Já serviu como residência para família real até 1925 e desde lá só é usado para grandes cerimônias. Todo o complexo do Grand Palace se destaca no meio de Bangkok, ocupando uma área de 218.000 m2

O ingresso para o Grand Palace também inclui a entrada ao Dusit Palace Park. Dentro dele é possível ver a Vimanmek Teak Mansion e o Abhishek Dusit Throne Hall, mas o ingresso só tem validade para a visita feita no mesmo dia.

Regras de vestimenta: Para entrar no Grand Palace é obrigatório o uso de calças compridas e blusas que cubram os ombros. Para quem esquecer, é possível alugar a roupa na porta, mas o ideal é ir vestido de forma correta, dada a atual situação da pandemia. 

  • Endereço: Na Phra Lan Rd, Phra Borom Maha Ratchawang, Phra Nakhon, Bangkok
  • Horário: Abre diariamente das 08h30 às 15h30.
  • Ingresso: Os ingressos custam ฿ 500.

Wat Phra Kaew

O Wat Phra Kaew é também conhecido como o templo do Buda de esmeralda e fica dentro do Grand Palace. O ingresso é o mesmo utilizado para entrar no palácio real, não tendo a necessidade de comprar um ingresso novo.

O Buda de esmeralda é sagrado para os tailandeses e foi construído em um único bloco de pedra jade. É proibido tirar fotos onde o Buda se encontra e as regras de vestimenta também se aplicam para a visita ao Wat Phra Kaew.

Wat Pho

Wat-Pho-Buda-Reclinado-Tailandia
Buda Reclinado do Wat Pho

É um dos templos de maior importância e também um dos mais bonitos de Bangkok. Dentro dele existe um templo menor, destinado ao Buda Reclinado, que mede 46m de comprimento por 15m de largura. Essa parte do templo foi construída durante uma reforma que aconteceu em 1832. 

Foi o primeiro monastério real feito para o primeiro rei da dinastia Chakri, o rei Rama I. É famoso por abrigar a primeira universidade da Tailândia, mas também por ser o local onde nasceu a massagem tailandesa. Para quem desejar experimentar a massagem tailandesa do Wat Pho, meia hora de massagem vai custar ฿ 260 enquanto uma hora ฿ 420.

  • Endereço: 2 Sanam Chai Rd, Phra Borom Maha Ratchawang, Phra Nakhon, Bangkok.
  • Horário: Abre diariamente das 08 às 18h.
  • Ingresso: Os ingressos custam ฿ 200.

Wat Arun

Templo-Wa-Arun-Bangkok-Tailandia
Vista aérea do templo Wat Arun

Também conhecido como o templo do amanhecer, o Wat Arun fica bem ao lado do rio Chao Phraya. É um dos cartões postais da cidade, não podendo ficar de fora da sua lista com o que fazer em Bangkok. 

O templo é todo decorado com peças de porcelana e chama atenção durante a noite, quando fica todo iluminado. No Pier Tha Tien você consegue pegar um barco que faz a travessia do rio Chao Phraya. O barco custa apenas ฿ 5 e a viagem dura 5 minutos.

  • Endereço: 158 Thanon Wang Doem, Wat Arun, Bangkok Yai, Bangkok.
  • Horário: Abre diariamente das 08 às 18h.
  • Ingresso: Os ingressos custam ฿ 50. Você pode fazer um passeio guiado pelo Grand Palace, Wat Pho e Wat Arun com guia especializado.

Wat Traimit

Wat-Traimit-Buda-de-Ouro
O Buda de ouro do Wat Traimit

Também conhecido como o templo do Buda de ouro, é nesse importante templo de Bangkok que fica a maior estátua de ouro maciço do mundo. O Buda em posição sentada mede 3m de altura e pesa mais de 5 toneladas.

A estátua escapou de ser saqueada quando ainda estava em Ayutthaya por causa da grande camada de gesso e tinta que utilizaram para disfarçar que ela é de ouro. Assim ficou por anos até que acidentalmente seu interior foi revelado e descobriram que ela era feita de ouro maciço.

  • Endereço: 661 Tri Mit Rd, Talat Noi, Samphanthawong, Bangkok.
  • Horário: Abre diariamente das 08 às 17h.
  • Ingresso: Os ingressos custam ฿ 100.

Wat Paknam Phasi Charoen

Wat-Paknam-Templo
Buda gigante do Wat Paknam | Foto: Farang Rak Tham, CC BY-SA 4.0

É o templo que recentemente ganhou o maior Buda da Tailândia. A obra que demorou 4 anos para ser finalizada trouxe um novo local de devoção aos budistas tailandeses. O Buda dourado que se encontra na posição sentada com as pernas cruzadas mede 70m de altura por 40m de largura.

Quando estávamos morando em Bangkok, em 2019, ele ainda estava em construção e não tivemos a oportunidade de ir até lá para visitá-lo. Porém, você consegue ir até ele facilmente utilizando o transporte público. É só pegar um metrô até a estação de Bang Phai e de lá caminhar um pouco pelas ruas estreitas da região.

  • Endereço: 300 Ratchamongkhon Prasat Alley, Phasi Charoen, Bangkok.
  • Horário: Abre diariamente das 08 às 18h.
  • Ingresso: Entrada gratuita.

Templos em Bangkok: Opções menos turísticas

Wat-Kanlayanamit-Thonburi-Bangkok
Wat Kanlayanamit em Thonburi

Abaixo deixamos algumas opções não tão turísticas, mas que valem a pena visitar se o seu tempo é maior em Bangkok. Alguns deles têm a entrada gratuita.

Wat Saket: Esse templo não fica tão fora da rota turística, mas vale a pena fazer a visita. Ele foi construído em cima de uma montanha artificial no centro de Bangkok e tem uma das melhores vistas do centro da cidade. A entrada custa ฿ 50 e abre das 07h às 19h. 

Wat Benchamabophit: Também conhecido como templo de mármore, é um dos templos mais novos e extravagantes de Bangkok. Foi todo ornamentado em mármore branco importado da Itália e construído em 1899 pelo Rei Rama V. Seu pátio possui 53 imagens de Buda, cada uma representando um mudra. Abre diariamente das 08 às 18h e custa ฿ 20.

Wat Ratchanatdaram: Esse templo é um dos que acho mais bonitos porque tem uma arquitetura bem diferente. Fica bem de frente para o Wat Saket, abre das 09 às 17h e a entrada é gratuita.

Wat Kanlayanamit Woramahawihan: Fica pertinho do Wat Arun, em Thonburi, e seu tamanho chama muita atenção. É um templo bem bonito, com três construções principais que ficam de frente para o rio. Tem a entrada gratuita e abre das 07h às 17h.

Chatuchak Weekend Market

Chatuchak-Weekend-Market-Bangkok
Mercado Chatuchak, o maior de Bangkok

O maior mercado de Bangkok tem mais de 10.000 barraquinhas que são divididas em 27 seções vendendo de tudo um pouco. Ele funciona aos finais de semana, mas algumas barracas abrem a partir da quarta, como a parte onde vende plantas e flores, por exemplo.

Ele está dividido por áreas onde são vendidos artesanato, cerâmica, comida, souvenir e roupas. Como em todos os mercados da Tailândia, lá também vale pechinchar quando o preço da mercadoria não está exposta. O mercado Chatuchak funciona de sexta a domingo das 09h às 18h. 

Como chegar: Para chegar no Chatuchak Market pegue o metrô e desça na estação Chatuchak Park. Chegando lá, é só seguir a multidão para se achar.

Train Night Market Ratchada

Ratchada-Train-Market
Mercado noturno de Ratchada visto de cima

Era um dos nossos mercados favoritos em Bangkok. Ao contrário do Chatuchak, o Train Market Ratchada só funciona durante a noite, de quinta a domingo das 17h à 01h. São diversas barraquinhas com cobertura colorida que rende uma boa foto do alto do shopping Esplanade Ratchada, que fica ao lado.

As barraquinhas do Ratchada vendem souvenirs, enfeites para casa, roupas e muitas outras coisas. O que gostamos do mercado é a variedade de comidas que dá para experimentar por lá, incluindo os pratos gigantes, que servem até 12 pessoas.

Também tem uma parte com muitos bares com música ao vivo que vão até um pouco mais tarde. Chegue cedo se quiser aproveitar melhor, já que ele costuma lotar muito.

Como chegar: Pegar o metrô e descer na estação Thailand Cultural Centre que fica bem ao lado.


Mercados em Bangkok: Opções mais autênticas

Não que os mercados anteriores não sejam legais, mas quem deseja conhecer mercados tradicionais em Bangkok pode ver a seguir. Isso porque há outros mercados que são frequentados em maior parte por moradores locais, como vamos deixar algumas opções abaixo.

Owl Market: Esse mercado fica no distrito de Nonthaburi, perto de um dos lugares onde moramos. É incrível que mesmo fazendo parte de Bangkok, parece que você saiu completamente da capital tailandesa. 

O mais legal do Owl Market é que ele tem muitas opções de comida, incluindo o rodízio de frutos do mar que é bem barato. Abre diariamente das 15h às 23h e para chegar nele é preciso pegar a linha roxa do metrô e descer na estação Yaek Nonthaburi 1.

Chang Chui Plane Night Market: É um mercado noturno um tanto quanto diferente, já que ele tem um avião antigo que serve como restaurante bem no meio dele. Além de produtos que você pode comprar nos arredores, um restaurante de alto padrão funciona dentro do avião. Abre de quinta a terça das 16h às 23h e para chegar lá a melhor opção é de táxi ou Grab Car.

Klong Toey: Um dos maiores mercados de alimentos de Bangkok, o Klong Toey Fresh Market nunca dorme. Ele funciona 24 horas por dia e nele é possível achar de

tudo voltado a comida. É também o maior distribuidor de alimentos dos restaurantes e hotéis da cidade. Para chegar nele pegue o MRT e desça na estação Klong Toey.

Dica: Uma experiência legal para fazer é um passeio de tuk tuk de noite, pois ele passa por alguns lugares para experimentar a comida de rua de Bangkok.

Mercado do Trem de Maeklong

Mercado-do-Trem-Maeklong
O trem se aproximando no Maeklong Market

O mercado do trem de Maeklong não fica exatamente em Bangkok, mas pode ser conhecido com algum tour que leve até lá. O diferencial desse mercado é que ele funciona na linha de trem, acredite. 

A visita é feita durante um dos horários que o trem passa, assim é possível ver algo diferente que deixa qualquer turista impressionado. Quando o trem vai se aproximando e buzinando, os vendedores começam a recolher as tendas de suas barracas, tirar os produtos da linha do trem e recuar. 

Tudo é feito em segundos até que o trem passe. Tudo é remontado rapidamente e o funcionamento do mercado continua normalmente. Para conhecer o Maeklong, recomendamos o tour que passa pelo mercado do trem e pelo mercado flutuante de Amphawa.

Mercado Flutuante de Damnoen Saduak

Mercado-Flutuante-Damnoen-Saduak
Vendedora de comida no mercado flutuante de Damnoen Saduak

Quando se pensa em mercado flutuante, você vai ver que o Damnoen Saduak é o mais famoso e está estampado em qualquer agência de turismo. Isso não quer dizer que ele é o melhor, já que ele é feito apenas para os turistas verem. 

De qualquer forma, se é sua primeira vez em um mercado flutuante, talvez esse seja o mais fácil de chegar, já que existem tours diários que te levam até lá. Normalmente o passeio até o mercado flutuante de Damnoen Saduak também passa pelo mercado do trem, dando para conhecer os dois lugares em metade de um dia.

Os mercados flutuantes são locais onde os tailandeses, desde o passado, costumam fazer suas compras. Isso porque parte da região de Bangkok e outras partes da Tailândia sempre utilizaram os canais como rotas de transporte, seja de mercadorias ou para transporte público.

Dessa forma, eles viram que poderiam vender seus produtos nesses canais que tem conexão com os rios principais, como o Chao Phraya. O legal é que existem restaurantes na beira desses canais e pessoas também vivem por lá, em suas casas construídas bem na beira.

Mercado flutuante de Bangkok: Opções mais autênticas

Mercados-flutuantes-de-Bangkok
Mercado flutuante de Khlong Lat Mayom

Para quem quiser ter uma experiência mais autêntica em um mercado flutuante perto de Bangkok, abaixo recomendamos nossos mercados preferidos.

Taling Chan: É bem pequeno, mas muito legal, já que foge da rota turística de Bangkok. Nele você também consegue fazer o passeio de barco, mas boa parte do mercado é possível de conhecer a pé. Abre aos sábados e domingos das 09h às 17h. Para chegar até o Taling Chan, pegue um Grab Car ou táxi, pois ele fica a apenas 7km da região da Khao San Road.

Khlong Lat Mayom: Outro mercado flutuante que achamos muito autêntico, com vendedores dentro de seus barcos e bons restaurantes. Esse mercado fica um pouco mais distante, mas você pode chegar de táxi ou através de um tour que passa por ele e pelo Chatuchak.

Khao San Road

Khao-San-Road-Tailandia
Khao San Road durante o dia

A Khao San Road é mundialmente conhecida como a rua dos mochileiros e também uma das ruas mais agitadas da Tailândia. Atualmente, apenas os restaurantes e lojas estão em funcionamento devido a pandemia, mas costumava ter de tudo um pouco por lá.

Em dias normais dava para comer comida tailandesa, beber em um dos bares, fazer uma tattoo, comer insetos, comprar roupas e tudo que se possa imaginar. Já apareceu em filmes como “A Praia” e “Se Beber Não Case: Parte 2”.

Mahanakhon Skywalk

Sentados na passarela de vidro do Mahanakhon em Bangkok

No topo de um dos maiores prédios de Bangkok, fica o deck de observação mais alto do país. Uma passarela de vidro que fica a 300m de altura do chão, traz a alegria e pânico de muita gente que visita.

É nele que também fica o rooftop bar mais alto da Tailândia, o Mahanakhon SkyBar. Com certeza é o melhor lugar para tomar um drink e ter a melhor vista da cidade enquanto assiste ao pôr do sol.

Nós já visitamos o Mahanakhon Skywalk e contamos tudo nesse artigo. Essa atração deve entrar no seu roteiro sobre o que fazer em Bangkok. Para isso, recomendamos comprar o ingresso com antecedência com desconto e evitar a fila gigante que faz.

Comida de rua em Bangkok

Comida-de-rua-em-Bangkok
Vendedor de comida de rua em Bangkok

A comida de rua em Bangkok é um caso à parte e se você é fã, essa será a melhor cidade para experimentar. Acontece que em outras cidades e ilhas turísticas eles alteram os pratos da culinária tailandesa para os turistas, com a mudança de ingredientes, e tirando a pimenta.

Em Bangkok, a comida de rua é feita para o tailandês e se você quiser experimentar a autêntica comida de rua tailandesa, esse vai ser o melhor lugar de todos. Nós comprovamos isso da última vez que moramos na cidade e frequentamos quase que diariamente as barraquinhas de rua da cidade.

Chinatown de Bangkok

Chinatown-em-Bangkok-Tailandia
Rua principal da Chinatown durante a noite

O bairro chinês de Bangkok não pode ficar de fora do seu roteiro de coisas para fazer em Bangkok. Durante o dia, as ruas são tomadas por lojas e barraquinhas que vendem de tudo um pouco. 

A melhor parte é ao final da tarde, quando a maior parte dos restaurantes e dos vendedores de comida de rua começam a chegar. Para quem, assim como nós, gosta de experimentar a culinária do país por onde passa, comer na Chinatown de Bangkok é o programa certo. 

Também dá para encaixar a Chinatown em um programa noturno em Bangkok, já que muita gente vai até lá para comer e beber até tarde. Para chegar na Chinatown basta pegar o metrô e descer na estação Wat Mangkon.

Lumpini Park

No coração de Bangkok fica o Parque Lumpini, o mais famoso da cidade. É um local ótimo para relaxar e respirar ar fresco no meio de uma metrópole como Bangkok. Tem algumas academias públicas dentro, assim como lanchonetes e um grande lago.

Ele era o lugar que íamos correr três vezes por semana, sempre quando anoitecia. A pista de corrida que dá a volta em todo o parque tem cerca de 2km, sendo procurada por muitas pessoas todos os dias.

O que fazer em Bangkok à noite

O-que-fazer-em-Bangkok-a-noite
Rio Chao Phraya durante a noite visto da janela do hotel Shangri-la Bangkok

Coisas para fazer em Bangkok de noite não vão faltar, já que a cidade tem uma das melhores vidas noturnas do sudeste asiático. Dessa forma, você tem como opção rooftop bars, ruas agitadas com barzinhos e restaurantes, mercados noturnos e muitos mais.

Rooftop Bar em Bangkok

Rooftop-Bar-Sirocco-Bangkok
Rooftop bar Sirocco

Os bares que ficam no alto dos arranha-céus de Bangkok fazem sucesso, já que lá de cima você terá a melhor visão da capital tailandesa. Além disso, é um programa bem diferente de fazer, mas fique ligado na roupa que for usar, pois alguns tem regra de vestimenta. Sendo assim, vista sua melhor roupa e adicione um sky bar na sua lista do que fazer em Bangkok.

Vertigo Moon and Bar: Esse bar e restaurante fica na cobertura do hotel Banyan Tree. É um dos mais chiques de Bangkok. Abre diariamente das 17h às 22h30.

Sirocco: Talvez o mais conhecido da Tailândia porque apareceu no filme “Se beber não case: parte 2”. Ele fica no 63o andar do hotel Lebua at State Tower e abre diariamente das 17h às 23h.

Park Society: Colado ao Lumpini Park e com uma vista espetacular dele, esse bar que fica no topo do hotel So/ Bangkok oferece drinks diversos e porções de tapas. Abre de terça a domingo das 18h às 21h30.

Red Sky: Fica no 55º andar do Centara Grand Hotel que está junto ao Central World, o maior shopping de Bangkok. Esse bar funciona diariamente das 16h às 23h30.

Asiatique The Riverfront

Asiatique-Bangkok
Asiatique The Riverfront

Antigo porto da época do reino de Sião, hoje revitalizado, o Asiatique the Riverfront reúne 1500 lojas. Além disso, são 40 restaurantes e um pequeno parque de diversões de frente pro rio Chao Phraya. 

Muitas coisas foram mantidas intactas, como guindastes, o estilo arquitetônico e até um bunker da segunda guerra mundial. Portanto, reserve uma noite do seu roteiro em Bangkok para jantar por lá. É possível chegar nele por terra, mas o mais legal é ir de barco. 

Pegue o BTS e desça na estação Saphan Taksin. De lá, ande até o píer de Sathorn que fica ao lado, de onde partem barcos gratuitos que te deixam bem na porta do Asiatique. Você também pode pegar os barcos de outras regiões de Bangkok, ir de ônibus, táxi ou tuk tuk.

Luta de Muay Thai

Paixão nacional no país, podemos dizer que o Muay Thai para os tailandeses é como o futebol para os brasileiros. Dessa forma, assistir a uma luta de muay thai deve entrar na sua lista do que fazer em Bangkok. 

O esporte nasceu no século 16, da necessidade do povo tailandês lutar contra invasores, dentre eles, europeus que colonizaram boa parte dos vizinhos asiáticos da Tailândia.

A notícia boa é que dá para assistir a uma luta de Muay Thai em Bangkok. São duas as opções de estádios de Muay Thai na capital e abaixo vamos dar todos os detalhes a respeito delas.

Lumpinee Stadium: O estádio está aberto desde 1956, sendo o maior da Tailândia, com capacidade para 5000 pessoas. Os ingressos custam ฿ 1.600 e funciona às terças, sextas e sábados das 18h às 23h.

Rajadamnern Stadium: Esse estádio está aberto desde 1941 e é bem menor que o anterior, porém mais local. Os ingressos custam entre ฿ 1.000 e ฿ 2.000 e funciona às segundas, quartas, quintas e domingos das 18h às 23h.

Nota: Os horários acima são referentes a antes da pandemia, por isso recomendamos verificar se o estádio ainda está aberto quando for visitá-lo.

Ruas famosas de Bangkok

Além da Khao San Road, que falamos anteriormente, ainda existem muitas ruas em Bangkok que você vai poder sair e curtir a noite da capital tailandesa.

Soi Rambuttri: É uma rua paralela à Khao San que apesar de não ser tão baderneira como a vizinha, têm ótimas opções de bares, restaurantes e hotéis. Para quem curte um ambiente um pouco mais sossegado, a Rambuttri é o local ideal.

Silom Road: Fica no centro financeiro da cidade, sendo lotada de bares que são frequentados por todos os tipos de pessoas, desde empresários até jovens em busca de diversão.

RCA: A sigla RCA significa Royal City Avenue, uma rua lotada de bares e casas noturnas que lotam durante a noite.

Soi Cowboy: Outra rua famosa, lotada de casas de strip e bares coloridos que valem a visita, apesar do ambiente ser um pouco pesado e não recomendado para crianças.

Thonglor: Rua frequentada tanto por tailandeses quanto por turistas, é lotada de casas noturnas e bares.

Onde comprar em Bangkok

Shopping-Siam-Paragon-Tailandia
Shopping Siam Paragon

A Tailândia já foi um bom lugar para fazer compras, principalmente quando o assunto era equipamentos eletrônicos. Quando a cotação favorecia o Brasil, valia bem a pena comprar esses equipamentos em Bangkok, já que os preços concorriam com os da Europa e Estados Unidos.

Hoje em dia acredito não ser tão mais vantajoso, já que nossa moeda desvalorizou em relação ao Dólar, Euro e ao Baht Tailandês. Porém, de qualquer forma, acreditamos que vale a pena fazer uma pesquisa e ver se ainda compensa comprar eletrônicos por lá. Dessa forma, deixo abaixo recomendações de lugares para fazer compras em Bangkok.

Central World: O Central World é o maior shopping de Bangkok, ficando junto a rede de shoppings Siam. Ele tem boa variedade de lojas, restaurantes e cinemas.

Siam Paragon, Siam Center, Siam Discovery, Siam Square e Icon Siam: Os shoppings da rede Siam ficam juntos, lado a lado, tendo conexão entre eles, com exceção do Ican Siam. São os melhores e mais modernos da cidade, sendo possível achar de tudo um pouco. 

MBK: É o shopping preferido dos turistas quando o assunto é eletrônicos. Apesar do seu tamanho grande, ele é focado em eletrônicos, mas também tem algumas lojas que vendem roupas.

Pantip Plaza: Lembra muito a galeria pajé em SP, com lojas vendendo todos os tipos de eletrônicos a preços muito bons. São câmeras, computadores, games e acessórios diversos com os melhores preços de Bangkok. Se sua intenção é comprar celular e outros eletrônicos, vale fazer uma pesquisa entre ele e o MBK.

O que fazer em Bangkok fora da rota turística

Se você tem mais dias na cidade, ou se já conhece o básico de Bangkok e quer ir além, abaixo recomendamos alguns programas bem legais para fazer.

Thonburi

Thonburi-Bangkok-Tailandia
Região de Thonburi

Para quem tem mais dias em Bangkok e deseja conhecer a cidade menos desenvolvida, a dica é atravessar o rio e ir até Thonburi. Para se localizar com mais facilidade, essa região é onde fica o templo Wat Arun.

Toda área ainda mantém casas de madeira tradicionais como antigamente, tem lindos templos, alguns restaurantes e é uma área mais vazia, ótima para se perder por um dia inteiro. Nós visitamos a região por um dia e mostramos tudo no vídeo abaixo.


Bang Krachao

Bang-Krachao-Bangkok-Tailandia
Bang Krachao visto do alto

Bang Krachao é uma região verde ao lado de Bangkok, que também é conhecida como o pulmão verde da capital. Está localizado em uma área, que fica na província de Samut Prakan, adjacente a Bangkok, conhecida como Phra Pradaeng. 

É o lugar ideal para quem procura paz em meio a bagunça que pode ser Bangkok. É como se fosse uma pequena cidade, construída com passarelas de concreto em cima do mangue. Uma outra parte tem parques, casas, restaurantes,acomodações e até um mercado flutuante que funciona aos finais de semana.

Para chegar lá, a forma mais fácil é atravessando de barco o rio Chao Phraya. Assim que você chegar em la, dá para alugar uma bicicleta que custa ฿ 100 por dia, item necessário já que a região é bem grande.

Como chegar: Pegue o metrô até a estação Khlong Toey e de lá caminhe até o Klong Toey Nok Píer que fica 1km de distância. O barco para atravessar sai a toda hora e custa ฿ 20.

Museu Erawan

Museu-Erawan
A estátua do elefante de 3 cabeças | Foto: Mike Behnken, CC BY 2.0

O Museu Erawan é famoso pela estátua de um elefante de 3 cabeças, a maior do mundo talhada a mão. A estátua mede 43m de altura por 12m de comprimento, pesando 250 toneladas. É dividido em 3 andares, cada um com uma exposição e significado para o submundo, a terra e o céu. A entrada custa ฿ 400 e funciona diariamente das 09h às 19h.

Como chegar: Utilize o BTS e desça na estação Chang Erawan ou vá através de um tour guiado que passa por lá e pela Ancient Siam.

Ancient Siam (Sião Antigo)

Ancient-Siam-Bangkok
Templos bem diferentes dentro da Ancient Siam | Foto: Uwe Schwarzbach, CC BY-NC-SA 2.0

Também conhecido como Museu Mueang Boran, essa é uma das novas atrações que ficam em Samut Prakan, 30 km ao sul de Bangkok. Imagine um lugar onde recriaram réplicas de todos os principais pontos turísticos da Tailândia. Isso inclui templos, construções históricas, cidades e mercados flutuantes.

Também tem muitas criações deles no complexo que merece pelo menos metade de um dia para ser conhecido. Dá para combinar a visita junto com o Museu Erawan em um mesmo dia, já que eles ficam próximos.

Tanto o Museu Erawan como a Ancient Siam pertencem a um mesmo grupo. Esse grupo também é proprietário do Sanctuary Of Truth, um templo todo construído em madeira que apareceu na série La Casa de Papel e fica na cidade de Pattaya

Como chegar: Pegue o BTS para descer na estação Kheha e de lá pegar um táxi. A forma menos cansativa é através de um tour guiado privado.

O que fazer em Bangkok: Bate-volta

Abaixo mostramos alguns passeios que podem ser feitos em um bate-volta de um dia ou algumas horas saindo de Bangkok.

Cidade de Ayutthaya

Ayutthaya merece mais de um dia para conhecê-la bem, mas normalmente esse não é o caso da maior parte das pessoas que vão até lá. Às vezes não há tempo suficiente no roteiro, então boa parte das pessoas preferem fazer um bate-volta de trem ou contratar um tour guiado com guia especializado para explicar tudo sobre o local.

A cidade, que já foi uma das maiores do mundo, foi fundada em 1350 e já foi capital do antigo reino de Sião, a Tailândia dos dias de hoje. Existem muitos templos, bons restaurantes na beira do rio e até um mercado flutuante em Ayutthaya

Nós visitamos a cidade e contamos tudo o que fazer em Ayutthaya neste artigo.

Livro Tailândia

Livro Tailandia

Você já conhece o nosso Guia da Tailândia? É um livro em formato ebook (PDF) com 194 páginas que conta tudo sobre a Tailândia, país em que moramos. Foram 2 anos de trabalho para juntar todas as informações possíveis para que você planeje sua viagem do início ao fim.

Ele foi feito para quem não sabe nada sobre o país ou para quem já sabe tudo, mas quer conhecer outros lugares diferentes. Tudo que você precisa saber sobre a Tailândia está nesse guia. 

BAIXAR AGORA

Seguro viagem para Tailândia

O continente asiático é o responsável pelo maior número de viajantes com intoxicação alimentar e insolação. A gastronomia diferente da nossa, com temperos fortes e higiene não tão levada a sério pode afetar quem tem o estômago fraco. Saiba mais sobre o Seguro Viagem para a Tailândia.

Para viajar protegido recomendamos a contratação de um seguro viagem. Indicamos a Seguros Promo, uma empresa que compara os melhores seguros do mercado e te dá o melhor custo/benefício. Faça uma cotação agora mesmo. Utilizando nosso código VIAJELEVE15 você ganha 15% de desconto e pagando no boleto bancário ainda ganha mais 5%. 

Clique abaixo, conheça os planos e faça uma cotação com o nosso parceiro, Seguros Promos.

Passeios em Bangkok

Agora que você já sabe tudo o que fazer em Bangkok, pode contratar seus passeios e já viajar com tudo preparado. A boa notícia é que você não vai precisar pechinchar por nada na Tailândia, viajando com tudo pronto e com a melhor empresa de atrações do mundo, a Get Your Guide.

Leia também

Inscreva-se
Notifique-me
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2 Comentários
Mais novos
Mais velhos Mais votados
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Zeni
Zeni
2 meses atrás

Olá!!
Preciosas as dicas do blog. Um verdadeiro guia!
Vocês conhecem algum fotógrafo que faça fotos de turista nos pontos mais icônicos da cidade?

Andressa Silva
Admin
2 meses atrás
Responder para  Zeni

Oi Zeni, obrigada! Infelizmente não conheço.. Nosso parceiro GetYourGuide tem passeios por pontos turísticos “instagramáveis”. Dá uma olhada nos links abaixo. Caso não seja o que deseja, indico procurar nossos amigos do @tailandiando. Abraços.
Passeio 1: Excursão aos Templos e Fotos para o Instagram
Passeio 2: Excursão particular no Instagram de Khao Yai Valley
Passeio 3: Excursão pelos destaques do Instagram de Ayutthaya

Nós utilizamos Cookies para melhorar sua navegação pelo blog. Ok, tudo bem O que é Cookie?

2
0
Vamos conversar? Deixe seu comentário!x