Home África Perrengues e furadas: o dia que fui furtado no Egito

Perrengues e furadas: o dia que fui furtado no Egito

por Flávio Mendes
Templo de Hatshepsut

“Antes de mais nada quero falar que imprevistos acontecem e esse post não foi feito para falar mal do Egito”

O Egito já foi um país mais turístico até estourar uma guerra há alguns anos atrás. Mesmo essa guerra tendo terminado, vez ou outra acontece alguma rebelião pelo país. O reflexo disso foi a diminuição do turismo local. Muitas pessoas ficam com medo de visitar o país, com medo de que algum atentado aconteça.

Mas vamos ao que interessa. Estávamos no meio de nossa viagem de 12 dias pelas terras do faraó. Tínhamos chegado em Luxor de um voo vindo de Sharm el Sheikh, pela companhia aérea Egypt Air. O aeroporto de Luxor estava vazio, nosso voo foi o único da manhã. Estava tudo correndo certo até que saímos do aeroporto e logo vieram dois taxistas correndo em nossa direção nos abordando para oferecer serviço de táxi. 

Perguntamos o valor e a resposta era U$ 15. Até tentamos negociar, mas os taxistas não queriam reduzir. Resolvemos ligar para uma companhia de taxi. Como não haviam mais táxis no minúsculo aeroporto, pedimos para o funcionário da lanchonete do aeroporto fazer isso para nós. Em 15 minutos o táxi estava lá, embarcamos já com o valor combinado e tudo corria bem, até os taxistas que estavam nos pentelhando chamarem a policia que impediu nosso táxi de sair do aeroporto.

Templo de Luxor

Templo de Luxor

Tivemos que voltar, junto com os outros 2 taxistas e policiais do aeroporto. Eles estavam alegando que eram os primeiros da fila e teríamos que usar o táxi deles. Eu não era obrigado a usar o táxi deles, e tinha pedido de fora, não tinha nexo. Eles foram pra uma sala lá dentro do aeroporto discutir sobre o que tinha acontecido e nosso tempo passando.

Tínhamos só esse dia e o dia seguinte em Luxor e estávamos perdendo tempo com algo que não fazia sentido. Depois de mais de uma hora de discussão, não pegamos nem um, nem outro nem o que tinhamos chamado.


Reserve seu hotel com cancelamento grátis

   Veja todas as opções de hotéis no Luxor


Conseguimos ligar no nosso hotel e pedir o transfer que saia por esse preço. Em poucos minutos chegou um cara para nos resgatar. Ele se chamava Jack, foi ele que conseguiu que saíssemos do aeroporto e chegássemos em nosso hotel com rapidez. No caminho até o hotel, se apresentou, disse que representava o hotel e fazia todos os tours possíveis. Tinhamos pressa para decidir pois já era 15h00, tinhamos perdido praticamente o dia inteiro por causa da briga dos taxistas.

Ele nos levou para uma aérea na cobertura do hotel e começou a nos oferecer os passeios. Ele ficaria de motorista para nós esses dois dias, porém o valor era bem salgado para valores de Egito. Dissemos a ele que iríamos pensar e mais a noite íamos dar a resposta. Foi aí que já percebemos que ele não prestava.

Colossos de Memnon

Colossos de Memnon

Quando falei que iria pensar e mudou o jeito. O dialogo foi o seguinte:

  • Jack: não tem o que pensar, é dar a resposta agora ou não…
  • Flávio: tem o que pensar sim, a gente vai pensar e te avisa, vamos dar uma volta e quando voltarmos te chamamos…

Foi aí que começaram as ameaças.

  • Jack: tudo bem então, tome cuidado na rua, pode ser perigosa…
  • Flávio: tudo bem cara, to acostumado a me cuidar no meu pais.

No final das contas acabamos fechando com ele, não tinhamos tempo de sair para procurar alguma agência, pois seriam muitos templos em apenas 1 dia. Após uma conversinha, alguns tours fechados, saímos para comer e ele nos deixou no primeiro templo que era do lado do hotel.

No outro dia íamos acordar bem cedo, pois uma van nos pegaria às 04h30 para o passeio de balão no nascer do sol. Após o passeio, quem assumiria seria ele, nos levando de carro para todos os templos combinados. Nos levou direitinho, parou em um lugar bem turísticos para comprarmos souvenir, mas percebemos que era armado e não compramos. Era tão armado, que o suposto dono da loja, que era imensa, viu que a gente não ia comprar nada e me pediu dinheiro mesmo assim.

Templo de Karnak

Templo de Karnak

Após um dia inteiro conhecendo todos os lugares que estavam em nossa lista e tudo ter corrido certo, na volta pro hotel, ele não satisfeito com os U$70 de cada que ele tinha cobrado, ele teve a cara de pau de querer pedir gorjeta. Não demos e ele ficou insistindo enquanto dirigia. Isso durou uns 20 minutos, durante todo o trajeto de volta pro hotel.

Chegamos no hotel, nosso quarto era no último andar do pior hotel que eu poderia escolher. Para se ter uma ideia, tivemos que tomar banho na torneira porque não saia água do chuveiro. Também, pelo preço, pagamos o equivalente a € 3 a diária pro casal, isso mesmo € 3.

No último andar tinha um bar com um ambiente aberto, aquele que falei no começo, onde fechamos nosso tour. Enquanto minha namorada tomava banho, eu sai do quarto, pois o wifi não funcionava dentro e fui até esse lounge para usar a internet. Ele estava lá e continuou insistindo na gorjeta. Disse que não ia dar até que ele sumiu e depois de um tempo apareceu novamente. Nisso minha namorada se juntou a nós e até tiramos uma foto com ele. Até achei estranho que ele tinha parado de insistir nisso e ficou conversando normalmente com a gente

Como sabemos que fomos furtados?

Simples, nesse ponto da viagem estávamos com o dinheiro contado. O tour feito com ele, foi pago em cartão na loja do amigo dele que paramos durante o tour. Tinhamos uma nota de € 5, uma nota maior de EGP 50 e mais algumas notas menores. Sorte que sabíamos quanto a gente tinha, porque ele ou algum funcionário do hotel entrou em nosso quarto enquanto minha namorada tomava banho e revirou a carteira.

Também sabemos disso porque ele colocou de volta as notas menores, em outro bolso da carteira dela, tudo bagunçado e a Andressa ouviu alguém entrando no quarto. Ela achou que tinha sido eu, mas durante todo esse tempo eu fiquei fora do quarto.

Na hora descemos na “recepção” do hotel e lá estava ele junto com o cara da recepção. Pedimos para usar o telefone, pois tinham acabado de nos furtar. Na hora o tal Jack ficou branco e disse: como assim gente? Como assim o que? Dá o telefone porque nos furtaram e vamos chamar a policia. Ele insistiu: como sabem que foram furtados. Eu disse: simples, sabemos o quanto nos temos de dinheiro e esse dinheiro sumiu.  Vamos chamar a policia agora !

Passeio de balão

Passeio de balão

Ele mesmo não assumiu que fez isso, mas na hora, na cara de pau devolveu a nota de EGP 50 e disse: toma, eu dou do meu bolso, mas não precisa chamar a policia. Só não posso dar os euros porque não tenho nota de euro. É muito cara de pau mesmo. Pegamos de volta os EGP 50 que valem mais ou menos €5 e subimos para o quarto.

Se não houvesse nada de errado, porque tanto medo da policia? Ficamos cabreiros de sair, acho que só havia a gente no hotel. Também, tive o dom de escolher o pior hotel de Luxor. É claro que depois do acontecido rimos muito. O que seriam das viagens se não houvessem os perrengues? Não teria a menor graça.

Minha recomendação

Não fiquem no Hotel Abul Simbel em Luxor. Tenho certeza que isso tudo é combinado. Eles tentam te arrancar dinheiro de uma forma ou de outra. Eles devem conseguir com facilidade de outros turistas que não enxergam a malícia, mas como bons brasileiros, a Andressa e eu fomos preparados para possíveis golpes. Também neguem se um tal de Jack te oferecer para ser seu guia em Luxor.

Ele anda sempre bem vestido, tem um carro bom e fala bem o inglês. Se diferencia em relação ao povo humilde da região. O hotel foi tão cara de pau que colocou que a gente não compareceu no booking. Recebemos um email do booking e logo alertamos que além de termos ido, ainda fomos roubados!

Recomendações finais

Luxor é uma cidade muito humilde e ao mesmo tempo, a cidade que mais representa o Egito. É recheada de história e é lá que ficam os principais templos egípicios. Com a queda do turismo local é comum o povo se matar para conseguir te vender algo e coisa do tipo.  

Tenha paciência e tome cuidado com essa minoria que vai tentar ganhar algo em cima de você . Eu recomendo a visitação e voltaria para o Egito novamente mesmo depois desse acontecido. Poderia ter acontecido em qualquer lugar, viajantes são furtados em países desenvolvidos da Europa assim como em outros países pelo mundo. 

“Acredito que existem muito mais pessoas boas do que ruins pelo mundo”.


Gostou do post? Então deixa seu comentário aí embaixo!!


Contrate seu passeio no Egito

 


Leia também

Inscreva-se
Notifique-me
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

10 Comentários
Mais novos
Mais velhos Mais votados
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Emilison
Emilison
1 mês atrás

Cheguei de Luxor ontem e não tive problemas. O esquema é não ficar dependendo de guias ou agências. Faço tudo sozinho por aqui. Com aplicativos hospedagem e um GPS não precisa de guia ou agência para nada. Já estou há 15 dias passeando por Israel, Jordânia e agora Egito.

Andressa Silva
Admin
1 mês atrás
Responder para  Emilison

Oi Emilison, que bom que deu tudo certo.
Abraços!

DECIO MONTEIRO DE BARROS
DECIO MONTEIRO DE BARROS
6 anos atrás

COMPLETANDO: PESQUISEI E OS TURISTAS MORTOS ERAM MEXICANOS; QUANTO A VC. SER MOCHILEIRO NA VERDADE EU NÃO SOU NA VIDA REAL MAS MEU ESPIRITO É TOTALMENTE MOCHILEIRO, NA VIDA REAL SOU SEMI MOCHILEIRO E CONSEGUI VIAJAR UM POUCO PARA OS E.U.A., CANADÁ, FRANÇA, ITÁLIA, ESPANHA, PRINCIPADO DE ANDORA; EGITO; CHINA; PELO BRASIL, ARGENTINA, URUGUAI, SUIÇA, PORTUGAL, REPUBLICA DOMINICANA U.K., IRLANDA, PAIS DE GALES, TEM OUTROS MAS ESQUECI NO MOMENTO; QUANTO AO EGITO ACHO MUITO SIMPLES O QUE OCORREU DE IMPOSSÍVEL POR LÁ EM CERTA ÉPOCA FARAÔNICA, MAS OBSERVEI QUE TUDO DE MUITO GRANDE E IMPOSSÍVEL ACONTECEU ATRAVÉS DO SACERDOTE IMHOTEP… Read more »

DECIO MONTEIRO DE BARROS
DECIO MONTEIRO DE BARROS
6 anos atrás

– OBRIGADO FLÁVIO, SÓ DEU PARA VER SUA RESPOSTA HOJE DIA 08.11.2016, É QUE ENTREI NO GOOGLE E APARECEU MEU COMENTÁRIO ANTERIOR, AMBOS SABEMOS QUE O EGITO É LINDO MAS PELO QUE VC. DISSE ACHO QUE DA ÉPOCA QUE EU FUI E A QUE VC. FOI AS COISAS PIORARAM MUITO, DÁ CERTO MEDO EM VOLTAR, NESTES DIAS EU VI PELA INTERNET QUE FORAM ACHADOS OS CORPOS DOS 4 TURISTAS QUE ESTAVAM DESAPARECIDOS, ACHO QUE TURCOS NÃO TENHO CERTEZA, NO EGITO EM UMA VALA COMUM, CREIO QUE ELES NÃO MERECIAM ISSO, FIQUEI SABENDO TAMBÉM QUE O GOVERNO DO EGITO MANDOU REFORMAR… Read more »

DÉCIO MONTEIRO DE BARROS
DÉCIO MONTEIRO DE BARROS
6 anos atrás

– EU ESTIVE NO EGITO EM 2005, O EGITO É BONITO, QUERO DIZER A PARTE FARAÔNICA É GIGANTESCA, MAS INFELIZMENTE ACHO QUE ELES FORAM EMBORA NA MÁQUINA QUÂNTICA, EU ACREDITO NESSA ÚNICA HIPÓTESE POR MIM ACEITÁVEL, NINGUÉM CONSEGUE, SEM FALAR NAS PIRÂMIDES, TALHAR DIORITO EM VÁRIOS SENTIDOS, TRABALHAR E PINTAR NAS TUMBAS DOS VALES DOS REIS SEM AJUDA DE UMA ILUMINAÇÃO, COMO ELES FIZERAM ESSAS COISAS, MAS VEJA QUANDO EU FUI NÃO TINHA GUERRA É VERDADE, MAS EU FUI OBRIGADO A DAR GORJETA PARA O NAVIO NO RIO NILO, GORJETAS PARA VISITAR OS TEMPLOS E MINHA MALA QUANDO NA CHEGADA… Read more »

Leoneide Cunha
Leoneide Cunha
6 anos atrás

Uffa!!! só em ler estou com medo do Jack!!!
Kkkk
Se cuidem!

nataliane
nataliane
6 anos atrás

Flavio vcs tiraram o visto aqui no brasil ou no aeroporto do Cairo??

Rafael
Rafael
6 anos atrás

Rpz pegar um hotel com diária a 3 euros , vamos ver se na próxima abre a mão pra n passar tanto perrengue.

Nós utilizamos Cookies para melhorar sua navegação pelo blog. Ok, tudo bem O que é Cookie?

10
0
Vamos conversar? Deixe seu comentário!x