Home Planejamento Couchsurfing: o que é, por que usar e como usar

Couchsurfing: o que é, por que usar e como usar

por Flávio Mendes
Couchsurfing

Viajar é muito bom, agora imagina poder conhecer, conviver e se hospedar na casa de um morador local. Sim, isso é possível com a rede social Couchsurfing. Nele é possível procurar uma casa, quarto ou sofá em qualquer lugar do mundo, falar com o morador local e se hospedar lá mesmo junto com ele.

O que é o Couchsurfing

Em português, a palavra Couchsurfing quer dizer ‘surfando no sofá’. É uma comunidade que conta com mais de 14 milhões de pessoas em mais de 200 mil cidades pelo mundo. Basicamente é uma rede social que liga as pessoas do mundo inteiro que tem um cantinho livre em casa, com as pessoas que estão viajando a procura de hospedagem e troca de experiências.

Por que usar o Couchsurfing

Mas o ‘CS’, carinhosamente apelidado pelos usuários, não é apenas uma comunidade focada na troca de acomodação. É também uma oportunidade de conhecer pessoas de todo lugar. Quem usa o site não tem só o objetivo de arrumar um lugar para dormir de graça, mas a troca de experiência de vida, companhia e principalmente conhecer a cidade com e como um morador local.

Diferente de Airbnb, o Couchsurfing é um site com pessoas que não tem interesse econômico. Todos os sofás e camas devem ser oferecidos gratuitamente e os anfitriões geralmente hospedam o viajante de 2 a 5 dias.

Como usar o Couchsurfing

Fazer o cadastro

O primeiro passo para usar o site é fazer o cadastro preenchendo o perfil. O ideal é fazer um perfil completão, preenchendo todos os campos da melhor forma possível. Tenha em mente que quanto mais a pessoa que vai te hospedar souber de você, mais fácil será conseguir um lugar para ficar. Também é essencial preencher seu perfil em inglês, já que é uma língua universal.

Se você está oferecendo um lugar para outros viajantes se hospedarem em sua casa, deve descrever o seu sofá, cama ou quarto. Vale o mesmo na questão da quantidade de informações, quanto mais detalhes, melhor. Estipule as regras, diga quantas pessoas você hospeda por vez e também o número máximo de noites.

Verificar seu perfil

A verificação do perfil é opcional e há cobrança de taxa. Você pode fazer a verificação do seu perfil para garantir aos anfitriões que seu e-mail, telefone e endereço são verdadeiros. É possível pagar a taxa através do Paypal ou do cartão de crédito de forma simples e rápida.

Com a verificação do perfil você também vai poder enviar mensagens ilimitadas e é mais fácil de achar um anfitrião e de ser aceito nos locais. Seu perfil acaba ficando mais no alto das pesquisas.

Procurar o CS certo

Depois de perfil pronto e data certa para viajar, é hora de procurar o CS perfeito para a sua viagem. Você deve ler os perfis com calma e com bastante atenção, ver se é verificado ou não, ver as referências para depois mandar mensagem.

Ver as informações de localização da casa e de como é o canto que você vai dormir é uma boa. As vezes o anfitrião pode oferecer um quarto completo, e as vezes pode oferecer um sofá ou colchão no chão.

Se você vai viajar com mais um amigo ao vai em casal, tem que saber se o anfitrião aceita mais de uma pessoa. Para isso você pode usar os filtros para fazer a pesquisa mais apurada.

Também é essencial ver a localização da casa do anfitrião. As vezes a casa fica muito longe da cidade que você deseja visitar, no meio do campo ou em áreas sem transporte público.

Depois da hospedagem não esqueça de deixar uma mensagem de referência para quem te hospedou. É importante você deixar sua opinião porque vai receber uma também.

O que mais você deve saber

Segurança

Uma coisa super importante do Couchsurfing é a segurança que o site te passa. Lendo o site com calma você vai ver que existem dicas e links para alguns sites do governo de países com seus alertas aos turistas. Também é possível denunciar o anfitrião ou o hospede em caso de perigo.

 

Leia também: Como se hospedar pelo Airbnb: passo a passo

 

Comunidade fora do site

Existem diversos eventos que acontecem perto de você. Essa é uma das melhores formas de conhecer gente do mundo na sua cidade. Nesses encontros, além de amizade, você já pode conhecer um anfitrião para o seu próximo destino.

Minhas experiências com o Couchsurfing

A casa do amigo

Quem nunca dormiu na casa dos primos nas férias ou na casa do amigo depois da balada, que atire a primeira pedra. Essa provavelmente é a primeira forma de experiência de Couchsurfing de muita gente que nem sabia que já tinha feito.

Em 2015 quando eu fiz intercâmbio em Dublin, passei 15 dias dormindo no sofá do meu amigo até que eu achasse uma casa em definitivo para alugar. Acabei morando nessa casa durante todo meu intercâmbio na Irlanda.

Natal na Suécia

No Natal de 2015 fizemos uma viagem aos países nórdicos. Essa foi a minha primeira experiência através da comunidade do Couchsurfing. Ficamos hospedados na casa de Joseph, na cidade de Gotemburgo, Suécia.

Couchsurfing em Gotemburgo

.Couchsurfing em Gotemburgo

Como estávamos em três, tínhamos um sofá e um sofá cama na sala da casa que nos acomodou perfeitamente. Passamos o natal com a família que nos hospedou e outros amigos deles. Foi um jantar com no mínimo 5 nacionalidades sentadas na mesma mesa.

Conhecendo a Suécia na casa de um brasileiro

Passamos 3 noites na casa do Vitor, um brasileiro que mora na Suécia há muitos anos. Seus familiares são metade brasileiros e metade suecos. Mesmo Vitor não tendo tempo suficiente para conhecer a cidade de Estocolmo junto com nós, ele nos levou até uma cidade no norte da Suécia para esquiarmos e andarmos de snowboard.

Couchsurfing em Estocolmo

Couchsurfing em Estocolmo

O primeiro Couchsuring no Brasil

Fazer Couchsurfing no Brasil soava um pouco estranho no início, mas como íamos passar apenas um dia em Fortaleza – CE e queríamos conhecer mais gente pelo brasilzão, foi a oportunidade certa. Fomos muito bem recebidos pela Karla em seu apartamento de 3 quartos. Ela mora só e por isso acabou tendo um espacinho para a gente.

Couchsurfing em Fortaleza

Couchsurfing em Fortaleza

Mesmo sendo um dia de corre-corre do trabalho, ela ainda pode falar de cada detalhe da cidade e nos indicar os melhores lugares para ir. A noite demos uma volta onde ela nos apresentou a noite da capital cearense. Isso fez com que nossa experiência, apesar de curta, fosse melhor.

Alguns dias em Pattaya na Tailândia

Nosso último CS foi na Tailândia, na cidade de Pattaya. Ficamos na casa de uma inglesa gente fina, porém super ocupada. Foram 3 dias no meio de uma semana agitada para a Katie e não podemos nos conhecer bem.

Como nem tudo são flores, nem toda experiência em Couchsurfing é boa. Nessa casa tínhamos que sair as 7h da manhã e só retornar as 19h. Ficar o dia inteiro na rua com um calor que 40° não foi fácil.

Além de que quando ela chagava em casa nem um jantar nem bate-papo foi possível, porque ela tinha que trabalhar mais. Ok, ok.. Nós entendemos, mas numa situação assim, as vezes é melhor nem aceitar o hospede.

Couchsurfing: informações adicionais

Não tivemos tantas experiências pelo Couchsurfing se comparado com pessoas que vivem e não viajam sem usar essa plataforma. Mas é claro que recomendamos e muito o uso dela. Há quem diga que não consegue mais viajar se não for dessa forma, A imersão cultural é muito maior quando se conhece o local junto com uma pessoa que mora lá desde que nasceu.


Gostou do post? Então deixa seu comentário aí embaixo!!


Contrate seu passeio aqui

 


Leia também

Inscreva-se
Notifique-me
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Nós utilizamos Cookies para melhorar sua navegação pelo blog. Ok, tudo bem O que é Cookie?

0
Vamos conversar? Deixe seu comentário!x