Home Brasil Capiba, o maior compositor de frevo Pernambucano

Capiba, o maior compositor de frevo Pernambucano

por Flávio Mendes
Capiba

Capiba foi autor de mais de 200 canções em sua maioria frevo, tornando-se o maior compositor desse estilo musical. Além disso, ele criou valsas, sambas e maracatus, tendo influência em diversos ritmos musicais. Dentre as músicas de frevo mais conhecidas estão “Óh Bela”, “É de tororó” e “Gosto de te ver”.

A vida de Capiba

Em 1904 nascia em Surubim, zona do agreste de Pernambuco, Lourenço da Fonseca Barbosa, mais conhecido como Capiba. Nascido em uma família de músicos, desde pequeno tocava instrumentos musicais e se apresentava em festas e orquestras e foi por isso que com apenas 10 anos de idade, o compositor já tocava piano profissionalmente.

Capiba foi morar em João Pessoa aos 20 anos de idade, onde trabalhou no Cine Rio Branco e um tempo depois prestou concurso para o Banco do Brasil, mudando para o Recife em seguida. Mesmo trabalhando no banco, ele nunca deixou a música de lado, pois o seu empenho e paixão fizeram dele a lenda que conhecemos hoje em dia.

Capiba musicou poemas de Ariano Suassuna, Vinicius de Moraes, Manuel Bandeira, bem como de Carlos Drummond de Andrade. Em 1934 venceu um concurso de frevo e foi então que se formou em direito na Faculdade de Direito do Recife quatro anos depois, mas nunca trabalhou na área.

Eventualmente Capiba fazia suas composições, mas só virou sucesso nacional em 1945 com a canção Maria Betânia, na voz de Nelson Gonçalves. Logo após fundou a Jazz Band Acadêmica e o trio “O Mundo Pegando Fogo” junto a outros compositores e artistas brasileiros.

Capiba faleceu em 1997 com 90 anos, deixando suas obras que são parte da cultura do Brasil e principalmente do frevo, que será sempre cantado e lembrado no carnaval de Pernambuco.

Um roteiro sobre Capiba em Recife

Em homenagem ao Dia do Nordestino, escrevemos este roteiro cheio de história e música em Recife, mostrando um pouco da história e quem foi Capiba. Aqui você poderá conhecer um pouco mais desse que foi um dos maiores compositores do frevo pernambucano e dá muito orgulho a cidade.

Paço do Frevo

Paco-do-Frevo-Recife

Paço do Frevo

É um lugar destinado à difusão do frevo, ou seja, é possível conhecer um pouco mais sobre esse estilo musical através de salas, painéis e eventos que retratam essa dança que é patrimônio da UNESCO. O local fica no Recife Antigo e podemos considerar que é uma espécie de museu interativo. Lá você vai conhecer mais sobre o frevo de forma alegre e descontraída, como é a música.

No Paço do Frevo você também vai encontrar a história dos maiores compositores de frevo, incluindo Capiba. O espaço ainda tem uma área destinada à escola de música e de dança, onde ocorrem exposições frequentemente iguais às que vimos quando estivemos por lá.

  • Praça do Arsenal da Marinha, s/n – Recife;
  • Abre de terça a sexta das 09h às 17h, sábados e domingos das 14h às 18h;
  • Entrada R$10 inteira e R$5 meia, mas nas terças e primeiro domingo de cada mês, a entrada é gratuita.

Embaixada dos Bonecos Gigantes

Bonecos-Gigantes-de-Olinda

Bonecos Gigantes no Carnaval de Recife

Na Embaixada de Pernambuco – Bonecos Gigantes de Olinda você vai poder conhecer 63 dos mais de 300 bonecos existentes que desfilam todo ano no carnaval de Recife e Olinda, incluindo o boneco gigante de Capiba. Durante o tour no local, um guia te acompanha e vai explicando como é feita a confecção e manipulação deles.

  • Rua do Bom Jesus, 183 – Recife;
  • Abre de segunda a sexta das 08h às 17h, sábado e domingo das 08h às 16h;
  • Entrada R$15. Crianças com até 12 anos acompanhadas dos pais não pagam.

Estátua de Capiba na Rua do Sol

A estátua de Capiba é uma das estátuas que fazem parte do circuito da poesia em Recife. Existem diversas estátuas de artistas espalhadas pela cidade, mas a de Capiba fica na Rua do Sol em um jardim de frente pro rio Capibaribe.

Portanto, não deixe de ir lá para tirar uma foto com o lendário compositor e ainda conhecer uma das principais ruas do centro do Recife. Temos certeza que você vai se encantar com o quantidade de história que o Recife e seu poetas e compositores tem.

Casa de Capiba

A casa em que Capiba morou por mais de 50 anos foi desapropriada e segue no processo para se tornar patrimônio do estado, mas enquanto o processo ainda está em andamento, você pode fazer uma visita para tirar algumas fotos na área externa do local.

A nossa dica é que você alugue um carro para ter mais liberdade de visitar esse locais que não estão em área tão turísticas. Isso é possível quando você chegar em Recife, pois é possível retirar e devolver em diversos locais da cidade.

  • Rua Barão de Itamaracá, 369 – Espinheiro.

Esse post faz parte de uma parceria entre blog para divulgação coletiva do grupo “Viaje pelo Nordeste” e foi publicado em homenagem ao Dia do Nordestino. Portanto, fique a vontade para conferir o trabalho dos outros blogs, acessando os links abaixo:

Contrate seu passeio em Recife

Conhecer a vida de Capiba através dos pontos turísticos é conhecer a história do Recife e do estado de Pernambuco, então aproveite para organizar a sua viagem e contratar os passeios com antecedência. Não deixe nada para a última hora e evite dor de cabeça!

Leia também

Inscreva-se
Notifique-me
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

5 Comentários
Mais novos
Mais velhos Mais votados
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Flávio Lima
Flávio Lima
1 ano atrás

Prezado, perdoe-me mas Capiba não foi compositor de Voltei Recife, mesmo porque desde que ele veio de Surubim, nunca saiu de Recife. quem compôs Voltei Recife foi Luis Bandeira, falecido em 1998, dias antes de ter seu último CD lançado. Conheci os dois.

Flávio Lima
Flávio Lima
1 ano atrás
Responder para  Flávio Mendes

Sem problemas, Xará, o que precisar de informações sobre a Música de Pernambuco, incluindo o frevo, pode contar conosco. Sou coordenador de um curso de Pós-Graduação no IFPE, criado por mim, e que trata de música popular com ênfase no frevo, fazemos várias pesquisas acadêmicas sobre o assunto, incluindo entrevistas com vários personagens da cena. E como tenho larga experiência como músico e arranjador em Recife desde meados da década de 70, tive contato com a grande maioria dos compositores e músicos da velha guarda e muitos da geração atual. Parabéns pelo “Viaje Leve”, muito esclarecedor e simpático. Valeu! Abraço!

vaneza narciso
vaneza narciso
4 anos atrás

Fui algumas vezes ao Recife e não me atentei para visitar estes locais.
Uma vez um amigo falou do frevo de uma maneira bem interessante. Ele disse que era uma expressão popular que não se misturava com nenhuma outra e que os pernambucanos faziam questão de preservar. E de fato é assim. Talvez por ser Patrimônio, mas também por se entender a sua importância histórica. E que interessante saber que Capiba faz parte dela.

Obrigada por compartilhar! Sucesso!

Nós utilizamos Cookies para melhorar sua navegação pelo blog. Ok, tudo bem O que é Cookie?

5
0
Vamos conversar? Deixe seu comentário!x